quinta-feira, 12 de fevereiro de 2009

Tudo sobre Huambo!

Pessoal....
A Amanda fez o grande favor de pesquisar detalhes de Huambo, cidade que estou indo trabalhar. Além disso escreveu um texto super legal sobre o lugar. Achei maravilhoso e me fez sentir um pouco mais conformada com a mudança!!!!!
Ahh.. só para lembrar vou morar em Caála, que fica a 25KM de Huambo....
Segue abaixo o texto...
Saudades Brasil....
Lá pros lados de Angola, tem uma charmosa província chamada Huambo, que tem o apelido bacana de “Nova Lisboa”. São mais de 35mil km² para quase dois milhões e meio de habitantes, divididos em 11 pequeninos municípios. Cada um com um nome mais engraçado. Bailundo, Mungo e Ucuma, só pra evidenciar aqui alguns...

A terra dos umbundos, que é o nome que se dá pra quem nasce por lá, tem um lema interessante: “Cidade Viva”! O slogan faz jus à estima de seu povo pela reconstrução do lugar, que antes da guerra colonial era o mais habitado, e também, da vontade de transformá-lo numa grande metrópole, um verdadeiro planalto central de Angola.

A capital, que leva o mesmo nome, foi fundada em 1912 e hoje conta com 400 mil habitantes.

Comparativamente, ainda tem muito chão pela frente e é por isso que é a cidade que mais cresce na África. Pra se ter noção, Huambo começou igual à cidade brasileira de Londrina/PR, que também teve sua fundação no mesmo ano e, hoje, diferente da realidade “umbundense”, é uma pequena metrópole, com 600 mil habitantes e uma intensa vida intelectual, cultural e moderna.

Huambo quer crescer! E aproveitar que está localizada na África Meridional, cujo clima não é nem de perto com o de deserto, e traz boa gente pra trabalhar e ajudar no seu desenvolvimento! É bem tropical, com um ventinho frio aqui e acolá, saudável até para se refrescar do sol quente na primavera. Ainda bem, já que a região não tem praia pra se relaxar!

Suas terras têm riquezas escondidas, cultivadas e produzidas. Tem solo para o ouro e o diamante, para as fazendas de batata, arroz, feijão e até para as criações de gado. Bem propício pra nos sentirmos em casa, comendo nosso tradicional prato de arroz, feijão, bife e batata frita.

Do alto do Morro Moco, que sustenta dois mil metros de altitude numa incrível floresta de eucalipto, cedro e pinheiro, podemos ver os mais belos rios e riachos e, ainda, ter uma visão do litoral de paises vizinhos. E quem se aventurar em virar mais o pescoço conseguem ver o caminho de ferro de Benguela, que vai até a fronteira com a crítica República Democrática do Congo.

Quando Huambo celebrou seu 94º aniversário, o governador da província na ocasião, Paulo Kassoma, “deu de presente” à população a reabilitação de mais de 250km das estradas locais. A facilidade que tal melhoria vai provocar na comunidade poderá ser vista daqui uns anos. A Odebrecht foi chamada para terminar a obra e muitos brasileiros vão trabalhar no novo desafio, inclusive nossa amiga Carolina, uma mineirinha danada, que com certeza vai deixar sua marca estampada lá!

2 comentários:

Clau_dinha Furlan disse...

Eita nóis !!!! Só a Amanda mesmo, eu estou "bloqueada" mentalmente, quero as minhas férias !!!! Agora só em maio :((

Maria Gabriela disse...

oi oi Miga ...

Depois vc tira fotos

MUITA SAUDADIIII